Blog / 

Rodrigo Constantino
Rodrigo Constantino

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Artigos

Ditador Maduro libera compra de alimentos na Colômbia por 12 horas: veja o resultado

Fonte: GLOBO

Fonte: GLOBO

Cerca de 25 mil venezuelanos, que sofrem com a escassez de produtos causada pela severa crise econômica, cruzaram ontem a fronteira do país com a Colômbia, onde puderam comprar alimentos e medicamentos, aproveitando a abertura de 12 horas da divisa autorizada pelo presidente Nicolás Maduro.

A fronteira estava fechada desde agosto, quando três soldados da Força Nacional Bolivariana ficaram feridos em uma emboscada na região. O caso aumentou as tensões entre os países e foi classificado por Caracas como uma situação crônica no local, famoso pela ação de narcotraficantes e contrabandistas de bens baratos, vendidos por preços inflacionados na Venezuela. A reabertura de uma passagem entre as nações era discutida pelas autoridades desde a semana passada. Na terça-feira, cerca de 500 mulheres romperam um cordão militar da divisa, em busca de produtos básicos em Cúcuta, na Colômbia.

Longas filas se formaram na passagem de pedestres na pontes Simón Bolívar desde a madrugada, à espera da abertura da fronteira, que ocorreu às 6h. A aglomeração em frente aos postos alfandegários provocou tumultos. Para contornar a confusão, cerca de 300 policiais foram mobilizados.

— Viajei por duas horas na madrugada com meus netos de 4 e 6 anos para comprar leite, porque não encontro mais nada em minha cidade — contou Flor Guillén, de 58 anos, moradora de San Cristóbal, capital do estado limítrofe de Táchira. — Não é justo que uma senhora tenha que se deslocar para buscar um pouco de comida. Para o governo está tudo bem, mas não para nós.

Socialismo é sempre sinônimo de fome, inanição, miséria, prateleiras vazias e mercado negro. Foi assim em toda experiência socialista renovada, seja do século XX, seja do século XXI. Quando se abre alguma passagem, o sentido de fuga será invariavelmente do socialismo em direção ao capitalismo, jamais o contrário. Socialistas precisam de muros para impedir a saída do próprio povo, enquanto capitalistas necessitam de muros para impedir a entrada ilegal dos de fora.

As cenas que você verá no vídeo abaixo, se mostradas para americanos, serão incompreensíveis. A menos, claro, que você lhes diga que se trata de um show do Justin Bieber, cujos portões acabaram de ser abertos para o público. O ILISP comentou:

Admitindo o completo fracasso do modelo socialista, o ditador Nicolás Maduro autorizou hoje, por 12 horas, que os venezuelanos atravessassem a fronteira para a Colômbia, um dos países com a maior liberdade econômica da América Latina. Esse foi o resultado.

É exatamente isso que o PT estava fazendo com o Brasil, e foi impedido pelo impeachment que chama de “golpe”. É exatamente isso que o PSOL, o PT renovado, pretende fazer com o Brasil. E também é bem isso que a Rede de Marina Silva, um PT embalado com clorofila, gostaria de fazer com o Brasil. Os vários “intelectuais” que defenderam o modelo venezuelano se fazem de sonsos agora, mas nós lembramos de seu passado!

O socialismo é uma doença mental, o ópio de intelectuais, o pretexto de bandoleiros para saquear um povo. Com socialistas não é possível ter trégua, não há diálogo, não há concessão. O socialismo precisa ser derrotado completamente, ponto. É uma praga que espalha apenas miséria e escravidão por onde passa. Todo socialista é ou um completo idiota ou um rematado canalha, pois não há mais desculpas românticas após tantos fracassos repetidos.

Rodrigo Constantino

Sobre / 

Rodrigo Constantino
Rodrigo Constantino

Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Contribuiu para veículos como Veja.com, jornal O Globo e Gazeta do Povo. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.

Saiba Mais

<
<

Arquivos

informe seu email e receba nosso conteúdo gratuito