Blog / 

Rodrigo Constantino
Rodrigo Constantino

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Sem categoria

"Elites não perdoam o PT pela ascensão dos mais pobres", dizia Lula antes

Recordar é viver, pois a boa memória é a maior inimiga da esquerda. Lembram do que dizia Lula há um ano? Pois bem, vejam: “Eles não admitem que uma pessoa pobre possa viajar de avião. Nós não temos nada contra ônibus, mas nós queremos andar de avião também”, diz Lula.

Parêntese: o “nós” é de uma cara de pau tremenda, uma vez que Lula não anda de ônibus, nem mesmo de avião comercial, e sim de jatinho particular para cima e para baixo. A Odebrecht, por exemplo, bancou várias dessas viagens para o nababo petista. Fecho parêntese.

O discurso demagogo pegou, e o exército de idiotas úteis do PT repetia pelas redes sociais que a revolta com o partido era fruto do preconceito com os mais pobres, que lotavam os aeroportos dos “bacanas”.

Chegaram a gravar um vídeo ironizando a “direita Miami”, que estaria indignada com a quantidade de pobres circulando pelos aeroportos. Rebati que era ridículo, como tudo mais que o populismo produz, e que a revolta não era com os pobres, mas com a falta de infraestrutura. Ou seja, a estatal Infraero não era capaz de oferecer bons serviços, e isso era a causa do incômodo geral: ninguém gosta de pagar caro e ficar horas em filas, às vezes sem ar condicionado.

Ou seja, o óbvio, que a esquerda, de forma pérfida, ignora para disseminar luta de classes, para segregar o povo, sua marca registrada. Faz o mesmo com os “rolezinhos”, ou seja, o que incomoda não é a falta de educação, os eventuais assaltos ou o transtorno, e sim os pobres no shopping, por preconceito. O mesmo para os arrastões nas praias. Marcelo Freixo, do PSOL, chegou a falar em “apartheid social”, como se a reclamação fosse da frequência de pobres e negros nos locais, e não dos assaltos realizados por marginais protegidos pela esquerda.

Enfim, o que temos hoje em relação aos aeroportos? Voos vazios, saguão do aeroporto tranquilo. Era o que os “ricos” desejavam? Não! Era o que os inteligentes e honestos alertaram que aconteceria se o PT continuasse no poder. Eu mesmo escrevi na véspera das eleições passadas um texto badalado recomendando a “nova classe média” a levar logo seus filhos para a Disney, pois se Dilma vencesse ficaria impossível. Não deu outra.

Com o dólar acima de R$ 4,00 fica cada vez mais complicado viajar. A “nova classe média”, ela mesma um engodo conceitual criado pelo Mr. M. do Ipea, vive agora com dificuldade para pagar as contas no prazo, para chegar ao final do mês, preservar o emprego, não ser destruída pela inflação galopante. Tudo obra do PT! O partido popular, do povo, dos trabalhadores! O PT ferrou com os pobres, fez eles sumirem dos aeroportos.

O brasileiro, porém, sempre se adapta e também faz graça de sua tragédia, o que torna a vida mais suportável, mas também torna a mudança mais difícil. Vejam o que circula nas redes sociais hoje:

Disney

Pois é: o povo ri para não chorar. Será que os eleitores de Dilma estão satisfeitos? Será que os “intelectuais” que atacaram tanto as “elites” em seus discursos populistas acham que o PT fez mesmo o bem para os mais pobres? Será que não estão nem um pouco envergonhados com toda aquela demagogia? Alguém ainda vai mesmo acusar as “elites” de preconceito por fazer alertas legítimos que poderiam impedir a tragédia dos mais pobres?

A Disney se torna, agora, um sonho distante para milhões de brasileiros. Seus sonhos foram destruídos por um governo populista, inflacionista, intervencionista. O PT se mostrou o maior inimigo dos mais pobres!

Rodrigo Constantino

Sobre / 

Rodrigo Constantino
Rodrigo Constantino

Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Contribuiu para veículos como Veja.com, jornal O Globo e Gazeta do Povo. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.

Saiba Mais

<
<

Arquivos

informe seu email e receba nosso conteúdo gratuito