Blog / 

Rodrigo Constantino
Rodrigo Constantino

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Sem categoria

Por que o NOVO incomoda tanta gente

novo

Por João Luiz Mauad, para o Instituto Liberal

Mal teve o registro homologado pelo TSE, o Partido Novo já está incomodando muita gente.  Depois das esperadas críticas nos canais mais radicalmente à esquerda, o Novo começa a incomodar a politicagem mais ao centro – para ser mais exato: PSDB e DEM. Reparem, por exemplo, nessa notinha publicada pela coluna Radar, de Veja.com (não confundir com Lauro Jardim, que não é mais o responsável pela coluna, e deverá estrear no Globo, em outubro):

Depois de ter seu registro aprovado pelo TSE no dia 15, o Partido Novo — que defende um Estado menor e mais eficiente — fez ontem um jantar no restaurante Cantaloup (a 240 reais por cabeça), em São Paulo.

Presentes, cerca de 60 pessoas, boa parte delas advogados, médicos e gente do mercado financeiro. Mais de um terço se ofereceu como voluntário.

O Novo, que começou a aceitar filiados há apenas uma semana, já tem pelo menos 900 mil simpatizantes — o número de pessoas que já curtiram sua página no Facebook.

Apesar disso, o partido ainda é um fenômeno na classe média alta, gente que se sente deserdada pelo PSDB e pelo DEM, tidos como ‘não suficientemente liberais’.

Seu desafio daqui por diante será levar sua mensagem para a maior parte da população.

Convenhamos, aquela menção ao preço do restaurante, principalmente num veículo pouco dado a esse tipo de bobagem, como Veja, era absolutamente desnecessária. Só apareceu ali, evidentemente, porque tem mais gente, além da petralhada e dos Psols da vida, interessada em colar no Novo a pecha de “partido da elite”.

E não é para menos.  PSDB e DEM serão os maiores perdedores em caso de eventual sucesso do Partido Novo, pois perderão não apenas eleitores, mas também filiados.  Não serão poucos os órfãos que militavam e votavam naqueles dois partidos – pela mais absoluta falta de opção, diga-se de passagem – que migrarão para o Novo.

Portanto, fiquem atentos, senhores dirigentes do Partido Novo, pois vem chumbo grosso por aí, e de todas as direções.  Muita cautela e sabedoria nessa hora!

Sobre / 

Rodrigo Constantino
Rodrigo Constantino

Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Contribuiu para veículos como Veja.com, jornal O Globo e Gazeta do Povo. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.

Saiba Mais

<
<

Arquivos

informe seu email e receba nosso conteúdo gratuito