Blog / 

Rodrigo Constantino
Rodrigo Constantino

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Sem categoria

PT ofereceu mais suítes ao PMDB no Titanic, em vez de mudar o rumo do navio

Em entrevista às páginas amarelas da VEJA desta semana, o senador Romero Jucá fez uma ótima analogia da “reforma ministerial” de Dilma, uma tentativa desesperada de ganhar tempo contra o impeachment. Dilma cedeu espaço a Lula e ao baixo clero do PMDB, comprando escancaradamente apoio para tentar fugir de um processo de impeachment.

Se vai dar certo, o tempo dirá. Mas parece pouco provável, pois a desgraça econômica ainda vai aumentar. Jucá, então, comparou as mudanças a um remanejamento de suítes no Titanic, sendo que o curso do navio não se alterou, ou seja, continua em direção ao iceberg:

juca01

O PMDB é um grande saco de gatos (ou ratos), e há de tudo ali. O partido está claramente rachado, com alguns querendo se afastar totalmente do governo petista, e outros vislumbrando na fraqueza de Dilma uma oportunidade para aumentar o naco no estado. Resta combinar com a opinião pública, com a pressão social, já que o povo realmente parece ter cansado do governo e desse fisiologismo nefasto. Diz Jucá:

juca

Eduardo Cunha, a grande pedra no sapato do PT, está machucado, no centro de denúncias graves. Ele alega ser vítima de um ataque seletivo, mas as denúncias não o ajudam em nada, e enfraquecem o maior opositor do governo Dilma na atualidade. O PSDB adota um silêncio tático de olho no impeachment. Cunha, se cair, diz que leva junto a presidente.

O PT joga pesado, e abre ao país o balcão de negócios para evitar o pior. O povo brasileiro acompanha a política nacional em seu pior momento, com o PT e a pior ala do PMDB demonstrando que valores éticos e princípios não valem de nada, que o único objetivo é mesmo sobreviver no poder e garantir seu pedaço no butim.

O editorial do GLOBO de hoje toca no assunto do fisiologismo podre, e atesta que o preço do PMDB subiu no “mercado” político, com Dilma, enfraquecida, disposta a pagá-lo. Lula faz uma jogada arriscada, ao tentar salvar o que parecia condenado. Aumenta sua influência no governo de sua criatura, e oferece mais espaço aos gulosos do PMDB. Lula sempre adotou essa estratégia, de comprar quem estivesse à venda. Diz o jornal:

Lula se fortaleceu no Planalto, neste governo em comodato que Dilma lançou ontem. A questão é saber se a barragem de proteção a Dilma edificada no Congresso ajudará no ajuste fiscal. Pois a reforma administrativa de Dilma é importante apenas como gesto político. Para reequilibrar as contas públicas serão necessárias reformas contra as quais se coloca o próprio lulopetismo.

E eis o ponto-chave aqui: essas mudanças servem para o PT ganhar sobrevida política, mas não mudam em nada a trajetória econômica, que continua a pior possível. A esperança do PT é que a jogada permita ao partido ganhar tempo até a economia melhorar um pouco, ou até as próximas eleições, onde a máquina estatal poderá ser toda usada a favor do governo.

Mas a economia não vai melhorar; vai piorar. E com o Titanic realmente afundando, os ratos fisiológicos vão mudar de opinião como quem muda de roupa, e abandonar o barco à frente. A probabilidade de um impeachment caiu, não resta dúvida. Mas não desapareceu. Continua como uma nuvem negra sobre a cabeça de Dilma.

E Lula, se isso acontecer, não terá mais como se reinventar como oposição de sua criatura. O criador assumiu oficialmente o comando do navio, e se ele for a pique mesmo, ninguém além de Lula será o maior responsável pela desgraça.

Rodrigo Constantino

Sobre / 

Rodrigo Constantino
Rodrigo Constantino

Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Contribuiu para veículos como Veja.com, jornal O Globo e Gazeta do Povo. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Saiba Mais

<
<

Arquivos

informe seu email e receba nosso conteúdo gratuito